Pesquisar...
TOP
Amor

Mensagens de amor [Histórias curtas com ensinamentos]

Árvore vermelha de coração

Veja uma história muito breve, que traz belas mensagens de amor para refletir e pensar a respeito.

E logo em seguida, a belíssima história de amor do Sol e da Lua com vídeo ilustrativo.

1. A escolha do casamento

Um aluno pergunta ao professor: “Por que muitas vezes as pessoas se casam com uma pessoa diferente da qual se apaixonaram?”

O professor responde: “para responder à sua pergunta, vá ao campo de trigo, escolha o melhor trigo e volte. Mas a regra é que você só pode passar por eles uma vez, e não pode voltar. ”

O aluno foi para o campo, passou pela primeira fileira, viu um trigo grande de que gostou na hora, mas ficou imaginando que talvez houvesse outro maior adiante.

Então ele viu outro maior, mas novamente ele pensou que talvez pudesse encontrar um ainda maior.

Sensação de perda

Mais tarde, ao terminar de andar por mais da metade do campo de trigo, ele começou a perceber que o trigo que havia por fim escolhido, não era tão grande quanto os que soltou.

Começou a perceber que havia perdido o melhor na busca por um maior.

Então, ele acabou voltando para o professor com as mãos vazias, porque ele simplesmente não foi capaz de se perdoar por largar o melhor trigo, e descreveu o que aconteceu.

Um erro comum

O professor disse a ele: “Você continuou procurando por um melhor ainda, enquanto deixava o melhor e, mais tarde, quando você percebeu que o havia perdido, você não podia mais voltar.

Esse é o erro muitas vezes cometido por pessoas que se apaixonaram e perderam a melhor pessoa que poderiam ter na vida, porque esperavam por algo melhor”.

Então, o aluno disse: “Isso significa que nunca se deve se apaixonar?”

O Mestre respondeu: “Não, qualquer pessoa pode se apaixonar se encontrar uma pessoa adequada.

Mas, uma vez que você realmente se apaixone, você nunca deve abandonar essa pessoa devido à sua raiva, ego ou comparações com os outros ”.

Casar com quem não ama?

“Como eles acabam se casando com outra pessoa que não amavam?” perguntou o aluno novamente.

O professor disse: “para responder à sua pergunta, vá até a plantação, escolha o melhor trigo e volte.

Mas a regra é a mesma de antes, você pode passar por eles apenas uma vez e não pode voltar atrás”.

O aluno foi até a plantação, dessa vez com cuidado para não repetir o erro anterior.

Quando ele chegou ao meio do campo, ele pegou um trigo médio comparado ao anterior que havia escolhido, mas com o qual se sentiu satisfeito.

E voltou ao professor.

Uma nova escolha

Ele descreveu como fez uma escolha. O professor disse a ele: “Desta vez, você não veio de mãos vazias.

Você procurou um que fosse simplesmente bom, e acreditou que este é o melhor que você pode conseguir. É assim que se faz uma escolha para o casamento. ”

O aluno ficou confuso.

O professor perguntou: “O que está incomodando você agora?”

O aluno respondeu: “Fico pensando o que teria sido melhor, casar com uma pessoa que você ama ou amar a pessoa com quem você se casa”.

O professor respondeu: “É uma resposta muito fácil, apenas se você estiver disposto a admitir para si mesmo“.

2. O amor do Sol e da Lua

Leia a história completa de amor do sol e da lua, e veja o vídeo ilustrativo.

Quando o sol e a lua se encontraram pela primeira vez, apaixonaram-se perdidamente. A partir daí, começaram a viver um grande amor.

Acontece que o mundo ainda não existia. E no dia em que Deus resolveu criá-lo, deu-lhes então o toque final.

O brilho!

Ficou decidido também que o SOL iluminaria o dia e que a LUA iluminaria a noite. Sendo assim, seriam obrigados a viverem separados.

Abateu-se sobre eles uma grande tristeza quando tomaram conhecimento de que nunca mais se encontrariam.

A LUA foi ficando cada vez mais amargurada, mesmo com o brilho que Deus lhe deu, ela foi se tornando solitária.

O SOL por sua vez tinha ganho o título de nobreza “Astro Rei”, mas isso também não o fez feliz.

Deus então chamou-os

E explicou-lhes:

Vocês não devem ficar tristes, ambos agora já possuem um brilho próprio.

Você LUA, iluminará as noites frias e quentes, encantará os enamorados e será diversas vezes motivo de poesias.

Quanto ao SOL, sustentará esse título porque será o mais importante dos astros, iluminará a Terra durante o dia, fornecerá calor para o ser humano, e a sua simples presença fará as pessoas mais felizes.

A LUA entristeceu-se muito com o seu terrível destino

E chorou dias a fio… Já o Sol, ao vê-la sofrer tanto, decidiu que não poderia deixar-se abater pois teria que dar-lhe forças e ajudá-la a aceitar o que tinha sido decidido por Deus.

No entanto a sua preocupação era tão grande que resolveu fazer um pedido a ELE:

Senhor, ajude a Lua por favor, ela é mais frágil do que eu, não suportará a solidão…

E Deus, na sua imensa bondade, criou então as estrelas para fazerem companhia a ela.

A LUA sempre que está muito triste recorre às estrelas que fazem de tudo para consolá-la, mas quase sempre não conseguem.

Hoje eles vivem assim… separados, o SOL finge que é feliz, a LUA não consegue esconder que é triste.

O SOL ainda esquenta de paixão pela LUA e ela ainda vive na escuridão da saudade.

Dizem que a ordem de Deus era que a LUA deveria ser sempre cheia e luminosa, mas ela não consegue isso… porque ela é mulher, e uma mulher tem fases.

Quando está feliz consegue ser cheia, mas quando está infeliz é minguante… E quando está minguante nem sequer é possível ver o seu brilho.

LUA e SOL seguem o seu destino, ele solitário mas forte, ela acompanhada das estrelas, mas fraca.

Os humanos tentam a todo o instante conquistá-la, como se isso fosse possível. Vez por outra alguns deles vão até ela, e voltam sempre sozinhos.

Nenhum deles jamais conseguiu trazê-la até à Terra, nenhum deles realmente conseguiu conquistá-la, por mais que achem que sim.

Acontece que Deus decidiu que nenhum amor nesse mundo seria de todo impossível, nem mesmo o da Lua e o do SOL… E foi então que ele criou o Eclipse.

Hoje SOL e LUA vivem da espera desse instante, desses raros momentos que lhes foram concedidos, e que custam tanto a acontecer.

Quando você olhar para o céu a partir de agora e vir que o SOL encobriu a LUA, é porque ele se deitou sobre ela. E é ao ato desse amor que se deu o nome de Eclipse.

Importante lembrar que o brilho do êxtase deles é tão grande que aconselha-se não olhar para o céu nesse momento, os seus olhos podem cegar de ver tanto amor.

O vídeo ilustrativo é emocionante, e tem como música de fundo nada mais nada menos que “Angel”, de Sarah McLachlan, que foi tema do filme romântico “Cidade dos Anjos”, que conta a história de amor entre um Anjo e uma Humana.

Espero que tenha gostado das mensagens de amor de nossas histórias.

Conte nos comentários de qual você mais gostou.

«

»

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *