Pesquisar...
TOP
Status

Empresas analisam redes sociais antes de contratar | 4 Dicas

Notebook e café

As empresas olham os perfis nas redes sociais dos candidatos antes de contratar, mas desde que elas se tornaram parte da vida da maioria das pessoas, isso já não é novidade.

Você já parou para pensar o que suas redes dizem a seu respeito?

Apesar de muita gente já usar o LinkedIn, que é uma rede social voltada para a divulgação profissional, os recrutadores vão além e buscam informações também nos perfis de Instagram, Facebook e Twitter.

Por mais que esses espaços sejam usados para descontração, é sempre bom pensar bem antes de sair publicando e comentando nas redes sociais.

O que você posta, e a forma como se expressa em suas redes sociais podem tanto te ajudar como atrapalhar em um processo seletivo. Para isso, separamos algumas dicas de como usar os perfis a seu favor.

4 Dicas para usar os perfis a seu favor

1- Construa uma marca pessoal

As redes sociais são um importante instrumento de divulgação pessoal. Mesmo que você não seja, e não queira ser um digital influencer, deve saber “se vender bem” nesses espaços.

Para construir uma marca pessoal bem definida, você deve demonstrar exatamente quem você é, suas qualidades e diferenciais. Para isso, é importante manter a coerência em todas as suas redes.

Todos os seus perfis devem transmitir a mesma mensagem. Ficaria muito contraditório, por exemplo, postar textos sobre respeito e empatia no LinkedIn e ser desrespeitoso em um comentário no Facebook.

Portanto, se você tem princípios e visões que gosta de manifestar, faça de forma coerente e respeitosa em todas as redes.

Também é muito importante estar atento às frases de status que você usa. este é um pequeno detalhe que muitas vezes pode passar despercebido.

2- Mostre suas conquistas profissionais

Os perfis em redes sociais foram criados, basicamente, para as pessoas mostrarem suas vidas nos momentos de descontração, mas muitas já estão usando para divulgação profissional.

Há quem goste de mostrar exclusivamente sua vida pessoal: momentos de lazer, viagens, fotos da família, vídeos de bichinhos fofos, etc.

Mas, suas conquistas profissionais também fazem parte da sua vida “social”. Nesse sentido, você pode fazer uso das redes sociais para mostrar o seu trabalho, como por exemplo:

  • Postar sobre seus projetos que deram certo;
  • Cursos que finalizou;
  • Participação em eventos importantes, fazem com que você demonstre dedicação e valorização do trabalho e do crescimento pessoal.

É óbvio que isso deve ser feito com bom senso. Esse tipo de postagem deve ser uma coisa pontual e natural, para que não soe como uma autopromoção exagerada.

3- Saiba lidar com temas polêmicos

A questão não é evitar temas críticos, pois eles fazem parte do nosso cotidiano e suas redes refletem seu modo de pensar.

No entanto, é preciso refletir muito bem antes de escrever ou postar conteúdos relacionados a temas polêmicos.

É preciso transmitir sua opinião sempre de forma respeitosa, sem xingamentos, palavras violentas ou depreciativas.

Posicionamento político, religioso ou qualquer escolha pessoal não podem definir se você será ou não contratado por uma empresa. Mas a forma como reage a esses temas sensíveis pode dizer se você tem ou não o perfil procurado pela empresa.

Por isso é sempre bom tomar muito cuidado com o vocabulário e com as discussões desnecessárias.

Não esqueça que suas frases para foto também podem ser observadas pelo recrutador da empresa.

4- Atenção na hora de curtir publicações ou páginas

Não é só o que você escreve que deve ter coerência com quem você diz ser no momento da entrevista de emprego.

As páginas e publicações que você curte ou segue, também devem estar de acordo com os princípios que você diz ter. Essas coisas também podem ser observadas e levadas em conta pelo recrutador ao analisar seu perfil.

Procure seguir páginas e publicações que corroboram com as posições que você defende nas suas redes sociais, mas que fazem isso dentro do bom senso.

E, claro, evite as que expressam posicionamentos extremistas (sobre qualquer tema), que pregam discurso de ódio ou que fomentam qualquer tipo de preconceito.

«

»

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Ebook de Cura